Mídias Sociais
Facebook
Twitter
Instagram
Pinterest
Youtube

Rjean Ducharme (19412017)

Uma das poucas fotos existentes de Réjean Ducharme

Réjean Ducharme fotografado em Montreal

Considerado um dos mais inovadores nomes da literatura canadense, o escritor Réjean Ducharme, natural de Saint-Félix de Valois, na província de Québec, faleceu em agosto de 2017, aos 76 anos. Ducharme era famoso por ser recluso – há pouquíssimas fotos do autor disponíveis e ele nunca aceitou um pedido de entrevista ou de aparição pública. Desde seu livro de estreia, L’avalée des avalés, publicado pela editora francesa Gallimard, Ducharme marcou seu nome na literatura francófona, chegando a concorrer ao prêmio Goncourt com apenas 24 anos.

Homenagens do primeiro-ministro canadense ao autor

O primeiro-ministro canadense presta homenagem a Réjean Ducharme: “Um gigante da literatura nos deixou”

Sua influência na literatura e no teatro ajudaram a moldar a contracultura quebequense nos anos 1960 e 1970, e Ducharme foi uma das principais vozes literárias da Revolução Tranquila do Québec, que trouxe mudanças culturais e políticas à sociedade franco-canadense. BAIXO CALÃO, romance publicado pela Estação Liberdade como parte da coleção Latitude, trata justamente dessa contra-cultura. Na obra, a prosa poética e um tanto beatnik de Ducharme é marcada pelos jogos de linguagem que tornam seu estilo inimitável (e que obrigaram os tradutores Ignacio Reis e Michel Peterson a se desdobrarem). O livro trata das relações amorosas fracassadas do protagonista Johnny, do diário que Johnny escreve e da forma como esses dois universos se entrelaçam, tendo como pano de fundo a boemia de uma gélida Montreal. Clique aqui para ler a abertura do livro.

Capas de títulos da coleção Latitude

Como homenagem à iconoclastia e ao legado de Réjean Ducharme, os títulos da nossa coleção Latitude estarão à venda com 50% de desconto em nossa loja virtual. A coleção é especializada na obra de autores francófonos não necessariamente franceses – representantes da literatura periférica. Uma seleção de livros marcada pela transculturalidade e, mais do que isso, com a preocupação de juntar autores que usam a língua de formas completamente inovadoras.

Ao quebequense Ducharme se juntam o marfinense Ahamadou Korouma, com um espetacular romance sobre a guerra civil em seu continente, e o premiado autor e editor suíço Bernard Comment, com sua coleção de histórias absurdas sobre as neuroses de seu país. O belga François Emmanuel levanta questões de memória e psicologia em um romance assombrador, e o argelino Rachid Boudjedra narra com dureza e poesia a questão imigrante na França. Dois autores franceses completam a coleção: o multitalentoso Olivier Cadiot e seu fluxo narrativo quase surrealista e o talentoso e irrequieto Pierre Michon, expoente do nouveau roman.

Aos corajosos e curiosos leitores desbravadores multiculturais, deixamos aqui o convite para viajar o mundo da literatura por meio das vozes consagradas e renovadoras destes autores da coleção Latitude.

Capas de títulos da coleção Latitude

 


Facebook


Rua Dona Elisa, 116 | 01155-030 | Barra Funda | São Paulo - SP
Tel.: (11) 3660-3180
© Copyright 2017 | Estação Liberdade ® Todos os Direitos Garantidos | Desenvolvido por Convert Publicidade