Mídias Sociais
Facebook
Twitter
Instagram
Pinterest
Youtube

Lanamento: A BALADA DO CLAMO

Pré-venda e eventos de lançamento: A BALADA DO CÁLAMO, de Atiq Rahimi

O escritor e cineasta Atiq Rahimi, ganhador do Goncourt e premiado em Cannes, participará de eventos de lançamento de seu novo livro no Rio de Janeiro e em São Paulo
Em A balada do cálamo, Atiq Rahimi narra seu amadurecimento literário no exílio

Na prosa lírica de A balada do cálamo, o autor e diretor franco-afegão Atiq Rahimi procura dar forma à experiência traumática do exílio, ao mesmo tempo em que relembra sua história de vida e a autodescoberta como artista. Oscilando entre o presente em Paris e o passado errante, o livro mescla memórias a reflexões artísticas, iluminadas por caligrafias e calimorfias (letras antropoformes) do autor.

A história de Atiq se desenrola em três palcos principais: a Cabul da infância, onde aprendeu a grafar o alfabeto persa com seu cálamo e vivenciou a prisão e a tortura de seu pai. De lá, a primeira fuga foi para a Índia, cuja rica e sensual cultura causou uma revolução interna no adolescente afegão.

Por fim, a França, onde recebeu asilo cultural em 1984 e construiu uma carreira premiada como cineasta e romancista, marcada também por traços autobiográficos — Terra e cinzas ecoa a experiência de sua família na guerra civil dos anos 1980 no Afeganistão; Syngué sabour foi inspirado pelo assassinato da amiga poeta afegã Nadia Anjuman pelo marido.

Esta balada (nome dado a canções narrativas na Idade Média e que em francês significa também passeio) visita estes lugares e tempos reais, mas está centrada no não-lugar do exílio e da lembrança. Em seu autorretrato íntimo, o autor rodopia pelos temas da escrita, do desejo e da guerra, costurando-os com suratas do Alcorão e a poesia sufi, meditações embaladas pelos textos védicos, e diálogos com a arte e a literatura francesa.



Título: A balada do cálamo
Autor: Atiq Rahimi
Tradução: Leila de Aguiar Costa
Gênero: Memórias/Prosa/Poesia/Caligrafias
Formato: 14 x 19 cm / 200 páginas
ISBN: 978-85-7448-272-9
Preço: R$ 42,00

SOBRE O AUTOR

    Atiq Rahimi é um autor e cineasta nascido em 1962, em Cabul. Frequentou a escola
    franco-afegã Esteqlal e estudou letras na universidade da capital afegã. Em 1984,
    durante a guerra, deixou o país rumo ao Paquistão. Obteve asilo político na França,
    onde realizou doutorado em comunicação audiovisual na Sorbonne. Publicou Terra e
    cinzas
e As mil casas do sonho e do terror, escritos em persa e posteriormente vertidos
    por ele para o francês. Sua primeira obra literária escrita em francês, Syngué sabour
    Pedra-de-paciência, foi publicada em trinta países e venceu o prêmio Goncourt em 2008.
    Seu romance mais recente é Maldito seja Dostoiévski, de 2011. Destas obras, todas publicadas
    pela Estação Liberdade, Terra e cinzas e Syngué sabour foram adaptadas para o cinema em
    direção do próprio autor. Em 2009, Atiq esteve no Brasil como convidado da FLIP. Atualmente,
    vive e trabalha em Paris
.


EVENTOS DE LANÇAMENTO COM A PRESENÇA DO AUTOR

 
Rio de Janeiro: Palestra “Na dobra da língua: nostalgia, errância, guerra e liberdade”, parte do ciclo A palavra fora do lugar
13 de junho, quarta-feira, às 17h (lançamento e sessão de autógrafos). Palestra: 19h
Local: Centro Cultural Banco do Brasil — Rua Primeiro de Março, 66. Centro.
Livraria da Travessa e auditório (4º andar).

São Paulo: Palestra: “O exílio e a emancipação pela escrita e pelo cinema” e sessão de autógrafos
14 de junho, quinta-feira, a partir das 19h
Local: Livraria da Vila — Rua Fradique Coutinho, 915. Vila Madalena.




Newsletter
Receba novidades em sua caixa de mensagens!
 
Facebook


Rua Dona Elisa, 116 | 01155-030 | Barra Funda | São Paulo - SP
Tel.: (11) 3660-3180
© Copyright 2017 | Estação Liberdade ® Todos os Direitos Garantidos | Desenvolvido por Convert Publicidade