A SAGA DOS INTELECTUAIS FRANCESES 1944-1989



O projeto empreendido por François Dosse em A saga dos intelectuais franceses 1944-1989 nos traz uma historiografia comentada da intelligentsia francesa na segunda metade do século XX, face aos acontecimentos do pós-Segunda Guerra Mundial aos eventos de 1989. Reconstrói com uma vasta riqueza de detalhes o aporte das principais figuras da época e aborda a evolução das ideias que dominaram os momentos cruciais de um mundo em acelerada transformação.

Dosse, consagrado epistemólogo da história, se tornou conhecido por notável obra sobre o estruturalismo e biografias como de Paul Ricœur, Cornelius Castoriadis, Pierre Nora e Michel de Certeau.

Se tivéssemos de resumir num par de palavras a ideia geral que nos trazem os dois alentados volumes desta obra, poderíamos dizer que passamos do período dominado pela prova da história, da influência comunista e de suas desilusões a um período aguçado pela crise do futuro e pela preeminência das ciências humanas. Mas isso não basta para dar conta da grande riqueza desses volumes, nos quais se passa do feminismo à ecologia, da guerra da Argélia à do Vietnã, da revolução chinesa às jornadas de Maio de 1968.

Jamais serão anódinos tempos que viram surgir pensadores do gabarito de Sartre e Simone de Beauvoir, Foucault e Lacan, Barthes e Derrida.


          


FRANÇOIS DOSSE 


Historiador e epistemólogo, especializado em história intelectual. Estudou história e sociologia na Universidade de Vincennes – Paris VIII, tendo desenvolvido seu doutorado na área de teoria da história e historiografia, com foco na Escola das Annales. Passado o concurso da agrégation, foi professor de filosofia nos liceus de Pontoise e Boulogne-Billancourt. Foi Maître de conférences no IUFM (Instituto de Formação de Mestres) de Versailles e no de Nanterre. Integra o quadro docente do Instituto de Estudos Políticos de Paris desde 1994, é professor de história contemporânea na Universidade de Paris-Est Créteil – Paris VII e, desde 1998, pesquisador associado do Instituto de História do Tempo Presente (IHTP-Paris VIII).

Como pesquisador, Dosse se dedica principalmente aos estudos na área de história intelectual, com ênfase em historiografia e estruturalismo. Destaca-se em sua obra a produção de uma série de biografias de grandes filósofos e historiadores franceses, como Paul Ricœur, Michel de Certeau, Gilles Deleuze e Félix Guattari. Sua Histoire dustructuralisme em dois volumes (1991 e 1992) marcou época. Também é um dos fundadores da revista Espaces Temps.

A saga dos intelectuais franceses 1944-1989 rendeu-lhe em 2019 o Prêmio Eugène-Colas, concedido pela Academia Francesa.



Livro
Tradutor Guilherme João de Freitas Teixeira
Formato 16x23cm
Páginas 704
ISBN 978-65-86068-23-8

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.