Venda

QUERIDA KONBINI



Irasshaimasê! Neste premiado best-seller internacional, Sayaka Murata cria, no interior de uma konbini — uma das onipresentes lojas de conveniência japonesas —, um espelho da sociedade contemporânea, questionando os moldes em que temos de nos encaixar para poder fazer parte dela. 

A protagonista e narradora é Keiko Furukura. Aos 36 anos, Keiko nunca se envolveu romanticamente e, desde os 18, trabalha numa konbini — todos insistem que ela arranje um trabalho sério ou, pior ainda, um marido. Keiko, no entanto, está satisfeita consigo mesma. Deslocada desde a infância, é na loja, com regras estritas para os funcionários e dinâmica precisa de funcionamento, que ela consegue pela primeira vez se sentir uma peça no mecanismo do mundo. O livro é ganhador do prêmio Akutagawa e Sayaka Murata vem sendo louvada como uma das vozes mais originais e talentosas da ficção de seu pais. 


LEIA UM TRECHO DA OBRA


          


SAYAKA MURATA

Sayaka Murata nasceu em 1979 em Inzai, na província de Chiba, próxima a Tóquio. Fã de mangás e ficção científica, desde a infância já escrevia histórias. Seu romance Querida Konbini (Estação Liberdade, 2018) — que já vendeu mais de 1 milhão de exemplares em todo o mundo — rendeu-lhe o prêmio Akutagawa em 2016. Antes, havia recebido os prêmios Gunzo e Noma, em 2003 e 2009, ambos voltados para novos escritores, e o prêmio Yukio Mishima, em 2013. 

Os temas abordados por ela costumam se relacionar à não conformidade dentro da sociedade japonesa nas relações de gênero, trabalho e na sexualidade, muitas vezes incorporando aspectos distópico ou de horror. Seu conto “Um casamento limpo”, sobre um casal que deseja conceber um filho sem fazer sexo, foi publicado na Granta Vol. 13: Traição, também em tradução de Rita Kohl.




Livro
Tradutor Rita Kohl
Formato 14x21cm
Páginas 152
ISBN 978-85-744-295-8

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.